Sem Titulo

Imagem

Por M. Lahan

Mais uma tarde chuvosa e não é a toa que chamam essa a terra da garoa.

O metrô mantém seu ritmo. O ritmo apressado do paulista que parece estar correndo da chuva.

Olho pela janela e vejo arvores correndo, prédios correndo, carros correndo, casas correndo. Tudo aqui parece estar correndo, parece estar preocupado, parece estar atrasado!

Logo me sinto irritado e o nervosismo se espalha pelo corpo e meus ombros enrijecessem inconscientemente.

De surpresa um clarão rasga o céu ao meio e, depois do estrondoso trovão, escuto um sussurro:

“Eparrei minha Mãe..”

Ao meu lado uma velhinha de pele escura e costas curvadas faz um apelo aos céus.

Como se estivesse pedindo para alguma força “La de Cima” ter paciência com as pessoas “Aqui de Baixo”.

Estas pessoas que vivem correndo em busca de imagens, sem procurar entender a real essência das coisas.

Por fim olho novamente o céu pela janela.

Depois disso não vejo mais a velhinha.

Sumiu!

Mas o sentimento de que há quem olhe por nós ficou.

Anúncios

One response to “Sem Titulo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s