Amor de Momento

ddadada

Por: Mauricio Lahan Jr

Primeiro vem as conversas sem jeito, um pequeno gelo e alguns sorrisos soltos.
Fazia alguns anos que não me sentia assim, de certa forma tímido, ansioso e meio bobo. Procurando em cada “Bom Dia” planejar por diversas vezes uma cena de teatro, onde em cada conversa, em harmonia, um roteiro se seguia.

“Ainda é cedo, amor”

Tentei me aproximar e certamente a cada passo mais próximo me mantinha no mesmo lugar. E como fazer diferente? Como poderia eu ultrapassar uma barreira e avançar um sinal se você me confessa um outro Amor?!

“Mal começaste a conhecer a vida”

Impossível de acreditar. De rogar a fé. Não havia esperanças.
E ainda sim, sem conseguir evitar, fiquei a te procurar em todos os momentos. Por tal, logo em minha cabeça pensei:
“Como faz-me bem, ficar perto de quem a muito longe está de mim”. Verdade seja dita, não iria acontecer!

“Já anuncias a hora de partida”

Contudo não havia motivo para o desanimo. A quanto me fazia falta o sabor do Amor? E quem não quer um Amor como este? Que logo começa, e se termina antes mesmo que o tempo consiga estraga-lo?
Ela me segurou pelo braço com timidez. Deslizei minha mão até encontrar com a dela. E em resposta, de forma tremula, me segurou firme. Eu a olhei, em seus olhos grandes e claros, e entrelacei nossos dedos, para a sim lhe dizer “Eu quero algo a mais com você”.

“Sem saber mesmo o rumo que irás tomar”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s