Mais do Mesmo

deitado-sobre-a-cama

Acordou por volta das 12:30. Ao lado da cama, em cima do criado mudo, uma caneca e um copo, a primeira preenchida em seu fundo com o resto de um café amargo e gelado o outro exalando o fedor de cerveja enquanto moscas dançavam por cima dele. Havia também uma garrafa de Contini e uma de Martini, jogadas no chão com mais ou menos um terço de seu conteúdo.

Olhou de relance para a janela meio aberta que estava no lado oposto do quarto. Lembrou que havia deixado assim para que a luz do Sol pudesse acorda-lo pela manhã. No mesmo momento se arrependeu da ideia.

Aquele era o dia certo. O dia em que tudo iria mudar.
Hoje um novo homem sairia pela porta daquele apartamento de 3 cômodos, para desbravar novos horizontes em sua vida. E este seria lembrado como o momento em que suas escolhas transformariam como nunca antes o seu futuro. Dentro de si poderia sentir um leão enorme, envolto a uma juba feita de fogo, pronto para se libertar e mostrar ao Mundo que o Rei é dono de seu próprio destino.

Após 15 minutos olhando fixamente para a janela, decidiu encobrir parte do rosto com a coberta para evitar que a luz incomodasse seus olhos.

Suspirou profundamente.

Caiu no sono. Decidiu assim, que aguardaria mais um dia para conquistar o mundo.

Anúncios