Menina do Teatro

xaxa

Já seguiu a gente no insta? @CrimeSemCastigo

O seu laço
Feito de braços
Que me prendem
E agarram.

Aii
Por que me perco,
Em tão macios cachos?

Me mostra seu roteiro
Me leva em seus ensaios
E deixa-me ali
Na plateia, no aguardo.

Pois faz de mim,
O mais sortudo homem.
Quando sou o escolhido
Para dividir seu espetáculo!

Cigarro

fumaca-cigarro

A que ponto meu Deus?!
A que ponto pude chegar?

Cresceu, em mim, um coração!
Feito apenas de sentimentos
Que em todas as noite quase morre de Desejos.

Ao provar tantas Saudades
De noites em abraços
Sentindo o cheiro do seu cigarro

A Rua dos Cataventos

images (8)

Da vez primeira em que me assassinaram,
Perdi um jeito de sorrir que eu tinha.
Depois, a cada vez que me mataram,
Foram levando qualquer coisa minha.

Hoje, dos meu cadáveres eu sou
O mais desnudo, o que não tem mais nada.
Arde um toco de Vela amarelada,
Como único bem que me ficou.

Vinde! Corvos, chacais, ladrões de estrada!
Pois dessa mão avaramente adunca
Não haverão de arrancar a luz sagrada!

Aves da noite! Asas do horror! Voejai!
Que a luz trêmula e triste como um ai,
A luz de um morto não se apaga nunca!

Quintana ~~

Música e o Cotidiano – I

Bolsonazi

– Pensei em criar uma série aqui no blog sobre musicas que podem falar algo sobre nossos tempos, nosso cotidiano. Espero que fique legal (:

Baby, compra o jornal
E vem ver o sol
Ele continua a brilhar
Apesar de tanta barbaridade

Baby, escuta o galo cantar
A aurora dos nossos tempos
Não é hora de chorar
Amanheceu o pensamento

O poeta está vivo
Com seus moinhos de vento
A impulsionar
A grande roda da história

Mas quem tem coragem de ouvir

Amanheceu o pensamento
Que vai mudar o mundo
Com seus moinhos de vento

Se você não pode ser forte
Seja pelo menos humana
Quando o papa e seu rebanho chegar
Não tenha pena

Todo mundo é parecido
Quando sente dor
Mas nu e só ao meio dia
Só quem está pronto pro amor

O poeta não morreu
Foi ao inferno e voltou
Conheceu os jardins do Éden
E nos contou

Mas quem tem coragem de ouvir
Amanheceu o pensamento
Que vai mudar o mundo
Com seus moinhos de vento

Mas quem tem coragem de ouvir
Amanheceu o pensamento
Que vai mudar o mundo
Com seus moinhos de vento

O poeta não morreu
Foi ao inferno e voltou
Conheceu os jardins do Éden
E nos contou

Mas quem tem coragem de ouvir
Amanheceu o pensamento
Que vai mudar o mundo
Com seus moinhos de vento

Mas quem tem coragem de ouvir
Amanheceu o pensamento
Que vai mudar o mundo
Com seus moinhos de vento

– O Poeta Está Vivo – Barão Vermelho.